Cerveja barata é cerveja boa?

Se você é cervejeiro e entrou nesse texto achando que encontraria um grande “SIM” ou “NÃO” para embasar seus argumentos contra aquele amigo que não entende nada de cerveja…

Temos um recado para te dar: longe de nós querer causar polêmica aqui no blog. Mas como queremos muito que você entenda mais ainda nosso ponto de vista, ao invés de falar se, de fato, cerveja barata é boa ou não, vamos te explicar o porque uma especial é! 😉

Qualidade quer dizer especialidade em um só estilo?

Não é bem assim. Geralmente, as cervejas produzidas comercialmente e que, majoritariamente, encontramos em bares e supermercados, basicamente se resumem a variações de um mesmo estilo (Pilsen).

Já as cervejas especiais, com seu processo mais longo e em escala reduzida, oferecem um leque muito maior de estilos. Segundo o guia de estilo para cerveja do Beer Judge Certification Program (BJCP), referência mundial na avaliação da bebida, aponta mais de 20 diferentes.

Porém, o fato de a pilsen ser o que a maior parte das pessoas conhecem, é o que comprova ainda mais a qualidade de uma cerveja especial. Mesmo que uma pilsen comercial seja mais barata, o carro-chefe de uma cervejaria especial, ainda assim, é este estilo.

Processo de produção da cerveja especial

Produzir uma cerveja especial demanda diversas etapas, além de muito conhecimento acerca dos processos e de cada ingrediente da receita. Apesar de alguns pontos serem opcionais, outros são essenciais para que essa cerveja seja tão característica.

São os vários processos pelos quais uma cerveja especial passa, que torna seu aroma, sabor, coloração e, consequentemente, qualidade tão característicos e desejados.

É na etapa de malteação que o aroma e o sabor da cerveja serão definidos, devido ao tipo de malte utilizado e, também, à seca e à torra dele. O malte mais torrado deixa a cerveja escura e o menos a deixa mais clara.

Depois da malteação, o malte moído é colocado em água quente e levado ao fogo, a fim de cozinhar na temperatura adequada. Esse processo fará com que as enzimas do malte sejam ativadas e que o amido seja transformado em açúcar para ativar também as leveduras.

Na filtragem, o mosto (cerveja antes de ser fermentada) é separado do bagaço do grão e das cascas. O que sobrou de bagaço é lavado e a água, junto ao resto de açúcares, é colocada no mosto e fervida. Nesse processo, o líquido é esterelizado, eliminando os microorganismos e o lúpulo é adicionado para dar o amargor característico da cerveja.

Em seguida, o mosto passa pelo processo de resfriamento para que o fermento possa ser inoculado. A temperatura ideal para as leveduras atuarem é a da fermentação, definida conforme o tipo de fermento da receita. É interessante frisar que esses microrganismos são sensíveis e não podem ser expostos a altas temperaturas, caso contrário morrem.

A etapa de fermentação é a mais demorada e é nessa fase que o açúcar se transforma em álcool, éster, fenóis, compostos de aroma e sabor e gás carbônico. Após esse processo, o fermento é decantado e começa o processo de maturação. Ele pode ser visto como opcional para muitos cervejeiros, mas é nessa fase que a cerveja amadurece e é quando outros ingredientes podem ser adicionados à receita.

O último e sendo outro opcional, é o processo dry-hopping, que consiste no acréscimo de mais lúpulo à mistura a fim de aumentar o aroma. Porém, muitos cervejeiros preferem acrescentá-lo apenas durante a fervura, para que não haja risco de contaminação do mosto por algum microorganismo.

Antes do envase, ainda pode ser adicionada mais etapas, como filtração e a pasteurização, por exemplo, mas isso vai depender do objetivo ao qual a cerveja foi produzida.

Ler sobre todo esse processo te deixou com vontade de experimentar uma de nossas receitas? Isso é fácil de resolver clicando aqui. E se você quer saber mais sobre o mundo das cervejas e acompanhar as promoções da Sabores do Malte, acompanhe nosso Instagram. Para você que é um apreciador da bebida, saiba que nosso lançamento das latas de colecionador com 7 sabores exclusivos ainda está rolando. Garanta já a sua aqui!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pinterest
Pinterest
Share on twitter
Twitter

DESCUBRA O QUE TEM EM NOSSAS TORNEIRAS HOJE

Somos o melhor BrewPub do Brasil, com 36 torneiras de cerveja especial local! Produções exclusivas, desde a cerveja à gastronomia, venha devorar sua cerveja!

Loja 01 | Alameda Muffato | Av. João Paulino Vieira Filho, 190 – Maringá/PR

Loja 02 | Mercadão de Maringá | Av. Prudennte de Morais, 601 – Maringá/PR

FALE CONOSCO

Copyright © Sabores do Malte 2021. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Fabrika