Você já ouviu falar em Família de Cerveja?

1º Festival Devore sua Cerveja
2 de Fevereiro de 2020

VOCÊ JÁ OUVIU FALAR EM FAMÍLIA DE CERVEJA?

Assim como nós, as cervejas também têm sua linha de parentesco. São várias as etapas no processo de fabricação da cerveja artesanal e uma das mais importantes é a escolha do tipo de fermentação que a cerveja irá passar.

Nesse processo, há duas famílias importantes de fermentação, são elas que nos levam aos mais variados estilos de cerveja, e elas são as Ales e as Lagers, a família de cervejas mais popular do mundo. As Ales são cervejas de alta fermentação, enquanto as Lagers são de baixa fermentação. Na família das lagers existem diversos estilos conhecidos, como:

Helles: Um estilo de cerveja tradicional de Munique, Alemanha. Tem uma cor amarelo médio até ouro claro. Com sabores de cereais e do malte Pilsen predominantes, com amargor baixo a médio-baixo

Bock: um estilo de cerveja lager. É doce, relativamente forte e levemente lupulada. Essa cerveja deve ser clara, mas pode variar de cobre claro ao castanho.

Vienna: um estilo de cerveja Lager com cor cobre a marrom-avermelhada, corpo médio, aroma de malte tostado, lúpulo em segundo plano e final bastante seco.

Malzebier:  um tipo de cerveja doce e com baixo teor alcoólico que é fermentada como uma cerveja normal, porém com a fermentação de levedo por volta do 0 °C. O CO₂ e o açúcar é adicionado depois. Seu país de origem é a Alemanha.   

Schwarzbier: Cerveja preta ou negra é um tipo de cerveja alemã escura, pois é feita de malte torrado. E por isso também tem um sabor semelhante ao do café ou do chocolate preto. 

Pilsen: Pilsen ou Pilsener é um tipo de cerveja lager da Segunda Revolução Industrial. O estilo Pilsen foi criado em 1842 na cidade Plzen, da República Checa, para combater a popularidade das Pale Ales. São cervejas que são feitas muitas vezes com o lúpulo Saaz, com mais corpo e mais sabor de malte e lúpulo.

American Light Lager: Altamente carbonatada e corpo muito leve, são lagers quase sem sabor. Vai d baixo a nenhum aroma de malte. Tem aroma de lúpulo leve a nenhum; mas se presente, apresenta um caráter picante ou floral. Ela é de cor palha a amarelo pálido, espuma branca que não é muito persistente. 

Já dentro da família das Ales, podemos encontrar cervejas como:

IPA: India pale ale (IPA) é um tipo de cerveja de lúpulo dentro da categoria mais ampla de pale ales. têm um amargor acentuado, remetente dos lúpulos usados em sua fabricação que na sua grande maioria apresentam características herbais ou frutadas.

Weiss: um tipo de cerveja feita de malte de trigo, malte de cevada, lúpulo e levedura. Normalmente a Weizenbier tem uma graduação alcoólica entre 5% a 6%.

Saison: uma cerveja cujo teor alcoólico fica geralmente em torno de 7% ABV, e é altamente gaseificada, frutada e picante. O tipo de malte determina a cor da Saison, embora a maioria das “Saisons” sejam de uma cor dourada como resultado do mosto ser principalmente malte claro ou pilsner. O uso de maltes escuros resulta em algumas Saisons avermelhadas-âmbar. Algumas receitas também usam trigo ou especiarias como as raspas de laranja, coentro e gengibre.

Stout: é uma cerveja escura feita usando malte torrado ou cevada torrada, lúpulo, água e fermento. Stouts eram tradicionalmente o termo genérico para as Porters mais fortes (tipicamente com 7% ou 8% de álcool) produzida por uma cervejaria.

Dubbel: de origem Belga, as Dubbels são atualmente consideradas cervejas fortes, no estilo brown ale, com um certo amargor, corpo bem presente, frutadas e com aromas de cereais. 

Porter: uma cerveja escura, que tem um leve sabor amargo e um elevado teor de ácido carbônico. A Porter existe desde 1700, período no qual foi uma mistura de três tipos de cerveja: a Old Ale, Pale Ale e Mild Ale. Ela se chamava Entire. 

Pale Ale: além da variação perceptível em sua tonalidade, que vai da cor clara ao dourado mais puxado para o cobre, as cervejas Pale Ale carregam um aroma terroso e herbal bem peculiar. O seu corpo, que fica mais robusto e espumoso pela fermentação, pode ganhar um sabor que remete ao caramelo. As notas frutadas também podem ser sentidas em alguns estilos

Brown Ale: um estilo de cerveja com uma coloração âmbar escuro ou marrom. São caracterizadas pela presença do malte que podem ter notas de amêndoas, avelã, caramelo e até chocolate. 

Strong Golden Ale: estilo belgian, as Strong Golden Ales são cervejas de cor dourada, frutadas e de alto teor alcoólico.

Além dessas duas famílias maravilhosas e que amamos, temos a Híbrida, que são meio lagers e meio Ales, ou meio Ales e meio lagers, isso porque a Híbrida nos permite a variação de temperatura. Fermentação em temperaturas altas com levedura Ale e em temperaturas baixas com levedura lager. 

E temos também as Lambics, contrariamente às convencionais cervejas Ale e Lager, a cerveja Lambic é produzida através da fermentação espontânea que consiste em depositar seu mosto em grandes tonéis abertos, expostos ao ambiente e à interferência de leveduras selvagens, bactérias e microorganismos. Após o início da fermentação, o líquido é colocado em tonéis de madeira nos quais fica pelo menos seis meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *